segunda-feira, 5 de junho de 2017

Comprando um barco, dirigindo em NYC e indo a um Bar Mitzvah!

Oi pessoal! Parece que quanto mais tempo passa, mais eu demoro pra postar haha. É a preguiça que bate quando eu to off (nao preciso repetir que meu schedule esse ano é bem mais pesado) e a mesmice em que a vida cai as vezes, mesmo morando em outro país. Mas esse mês muita coisa empolgante aconteceu, e listarei elas abaixo: 

- Meu host comprou um barco novo e eu fui pegar o barco com ele! O barco é de segunda mão (nem os ricos são tão ricos assim haha) e veio da Flórida. Nós fomos para Jersey City pra pegar o barco. Eu nunca tinha ido lá, e fomos no Liberty State Park, que tem uma vista maravilhosa da city! Voltei pra casa com o carro do fofo e ele trouxe o barco pelo rio/mar. Na volta, ainda tive o gostinho de dirigir em NYC (ou o pesadelo, que cidade louca pra motoristas!) e depois de 2 horas de transito, cheguei em casa. 




monumento em homenagem às torres gêmeas

vista de Manhattan do Liberty State Park 

Transito em Manhattan




- Esse mês finalmente começou a esquentar - durante a semana. Parece que o tempo tava com complô contra todo mundo e só ficava quente na semana enquanto no fim de semana ficava frio e chovendo. Esse foi um Maio bem louco em termos de clima. 

- Uma das minhas amigas de Long Island fez a despedida dela no meu brunch favorito em Manhattan, o Le Souk. Fomos pra lá e passamos o diaaaaa dançando e batendo o papo em dia. 


Brazilian Crew





- Esse mês aconteceu algo bem triste pra minha host family: o pai do meu host dad faleceu no dia do aniversário do meu kiddo mais velho. Foi bem triste ter acontecido nesse dia e eu voei com as kids pra Flórida pro velório. Foi a primeira vez que eu fui a Fort Lauderdale mas infelizmente não aproveitei nada por motivos óbvios. Fui e voltei no mesmo dia - nosso voo atrasou 2 horas na volta por causa de uma tempestade. Mas graças a Deus chegamos em casa bem. 

- E no fim do mês tivemos um evento bem especial pro meu kiddo mais velho. Foi o Bar Mitzvah (cerimônia judaica onde os meninos se tornam "homens" diante da religião). Fui à cerimônia na sinagoga e depois à festa de arromba. Aconteceu um reencontro bem legal lá, já que duas ex au pairs da minha host family também estavam lá. A estrutura da festa era digna de um casamento e aconteceu em um Yacht Club daqui. 




sem cara de Au Pair haha

- No mesmo fim de semana do Bar Mitzvah, meu fofo comprou dois labradores: Aspen e Vail. Eles sao as coisas mais focinhas que você vai ver hoje <3 apesar de darem trabalho porque ainda estão aprendendo a fazer xixi/coco fora de casa. Mas é muito amor <3 

Vail 

Aspen
- E por fim, a Cultural Care já agendou meu vôo de volta e eu resolvi passar o travel month fazendo nada na casa da host family mesmo. A gente torce pra acabar mas quando vai chegando o fim, vai batendo aquela dorzinha no coração :/ 

Por enquanto é isso gente! Mês que vem o post vai ser tudo sobre minhas férias, a tão esperada road trip pela Califórnia! Beijos!

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Resumo do mês de Abril!

Oi pessoal! Vai chegando na reta final do intercâmbio e o coração vai apertando a cada dia mais. Hoje eu tenho 114 dias na terra do Tio Sam. Posso dizer que muitas vezes mal pude esperar pra essa hora chegar, mas agora que ela está chegando de verdade, eu só penso mesmo em aproveitar tudo ao máximo pois sei que em breve tudo será apenas saudade. Então chega de longa-lenga e vamos começar a falar das coisas legais que eu fiz em Abril: 

- Celebrei mais uma Passover (Páscoa dos Judeus). Esse ano a Passover caiu na semana santa, só que no início. Pra quem ainda nao sabe, minha host family é judia e geralmente minha host que recebe a família aqui nesses dias. Já deu pra imaginar que foi bastante trabalho, né? As kids estavam em Spring Break da escola então eles passaram a semana com os primos. A Passover em si dura uma semana, mas eles só celebram as três primeiras noites. AH, outra curiosidade é que eles nao podem comer NADA que fermente ou cresce no chão, então nada de pão de trigo. A gente passou a semana comendo um tipo de "bolacha" chamado Matzo, que me lembra MUITO bolacha água e sal do brasil. Bem chato, mas minha host inventava umas receitas que fazia tudo ficar mais gostoso. 

- Celebrei mais uma Páscoa nos EUA, mas dessa vez não tive aonde ir comemorar. Ano passado fui celebrar com a host family de uma amiga da Suíça. Esse ano, acabei na Cheesecake Factory com uma amiga e depois fomos à uma praia bem lindinha perto da nossa cidade, chamada de Playland em Rye, NY. 

- Com o fim da quaresma, acabou meus 40 dias sem social media. Passei os 40 dias de Quaresma sem Facebook, Instagram e Snapchat. Foi bem dificil no início, mas lá pelo final eu já estava acostumada. Difícil mesmo foi voltar a me acostumar com tanta exposição. Se você me segue em alguma rede social, reparou que minha participação ativa diminuiu bastante. Nem no Instagram eu postei muita coisa desde entao haha

- Esse mês também foi o aniversário dos meus gêmeos. Eles completaram 10 anos e eu fiquei toda cheia de mim, como se fossem os meus filhos haha. A menina fez uma super festa do pijama com as amigas do acampamento, e euzinha trabalhei BASTANTE naquele fim de semana. Claro que super valeu a pena só por estar na festa (bolo de sorvete é vida né gente). 

- Assisti 13 Reasons Why junto com todo mundo e sim, a série acabou comigo. Passei uns dias meio mal por causa dela. Acabei lendo o livro e fiquei mais alegre, mas mesmo assim haha.

- A primavera oficialmente chegou! E junto com ela, muita chuva. Infelizmente a chuva e o frio estão escolhendo os fins de semana pra dar a cara, entao nao tem dado pra aproveitar tanto assim. Mas é uma ótima sensação a de poder ver as flores nascendo nas árvores e os pássaros cantando com mais frequência! 

Acabei de perceber que Abril foi um mês que passou super rápido e que eu mal notei. Praticamente nao tirei fotos que importem e por isso que esse post vai ficar mais pobrinho. E agora vou ficando por aqui. Espero que no próximo post eu tenha mais novidades pra contar! 

sexta-feira, 31 de março de 2017

St. Patrick's Day, Snow Days e a Bela e a Fera!

St. Patrick's Day! 
Oi pessoal! Estamos em mais um fim de mês e hoje falta apenas 5 meses pra minha volta pro Brasil! Agora ao mesmo tempo que eu estou contanto os dias pra ir embora, eu começo a ficar mais emocionada quando falo com as kids e com a vida nos EUA em geral. Mas vamos ao que eu fiz no mês de Março: 

- Primeira coisa empolgante: fui pra Toronto, no Canadá. Se você ainda não leu o post, clique aqui

- St. Patrick's Day! Ano passado eu não saí porque não sou de festa mas como esse ano caiu em uma sexta e é meu ultimo St Patrick's nos EUA, resolvi ir pro bar. Fui pra White Plains com umas amigas daqui de Larchmont. Foi bem legal, tocaram várias musicas populares em ritmo irlandês haha. 






candy sushi! 
- Esse mês foi o Purim, um feriado religioso judeu bem parecido com o carnaval, já que as kids tem que se fantasiar de algo. Outra coisa obrigatória do Purim, é dar comida aos necessitados (ou aos vizinhos haha) e minhas kids fizeram candy sushi pra distribuir entre os coleguinhas na escola. Nem preciso dizer que foi trabalhoso impedi-los de comer um doce toda hora haha. 



- Tivemos mais dois snow days. Um numa quinta feira e outro em uma terca. Bem sofrido, mas sobrevivi a mais dois dias em casa trancada com as kids em casa. No snow day da terça, um dos meus kids estava dormindo na casa de um coleguinha, entao foi mais tranquilo. Ruim mesmo foi esperar a neve derreter (derreteu essa semana!). 

durante a snow storm


dois dias depois 

- Esse mês finalmente saiu A Bela e a Fera! Eu prometi pra minha kid que a levaria no dia da estréia, entao no dia 17/03 lá fomos nós conferir a nova versão do clássico. Saímos do cinema encantadas (e olha que ela nem é a menina mais fã de princesas) e claaaro que eu me prometi assistir novamente. Umas duas semanas depois fui com uma amiga assistir novamente. QUE FILME LINDO GENTE! Me impressionei de verdade! 

- Fui em algumas festas a mais do que já fui nos meus 1 ano e 6 meses de EUA. Fui em um brunch em NYC com umas amigas de Long Island e a noite em um rooftop com outras amigas. Tava super festeira nesse dia! 

Bem alegre no Brunch

rooftop pertinho da Times

Grand Central de madrugada :P

Bom, esse mês nao foi tao agitado mas teve coisas legais. Espero que Abril seja mais legal ainda, especialmente com a chegada da Primavera (AMÉM JESUS). Até o próximo post! :D 

segunda-feira, 13 de março de 2017

Um fim de semana em Toronto, Canadá

Oi pessoal! Voltei mais cedo do que vocês esperavam (HAHA) pra contar sobre a minha viagem de fim de semana para Toronto, no Canadá. Pra começar, vamos falar da parte técnica: vistos e etc. 

Os brasileiros ainda  precisam de visto de turista. Você aplica online, coloca os documentos, comprovantes de renda, preenche os formulários e paga a taxa de processamento (80,00 CAD). Depois, se seu visto for aprovado, eles vão pedir o seu passaporte. Caso não tenha sido ou precise de mais evidencias, eles também te mandarão mensagem. Meu visto demorou uns 2 meses pra ser aprovado :/ mas no fim deu certo. Dai levei meu passaporte no consulado em NYC e paguei a taxa do sedex ($50) pra enviarem pra minha casa. Em menos de uma semana o passaporte já estava na minha casa. Se você quiser aplicar pro visto, clique AQUI

ficando bonita hahah
Como eu estou no segundo ano, resolvi usufruir da revalidação automática do nosso DS 2019, já que isso nos permite viajar para o Canadá/México/algumas ilhas do Caribe por serem territórios contíguos do US. 

Chamei uma amiga, a Ana Maria pra ir comigo e começamos a combinar a viagem. Compramos as passagens em Janeiro ($218). Voamos no primeiro voo do sábado (11/03), às 6:00 am. Chegamos no Canadá às 7:20 am (20 minutos mais cedo do previsto) e seguimos rumo à imigração. O agente de imigração só nos perguntou se ficaríamos em hotel, dissemos que sim, perguntou quantos dias passaríamos na cidade e carimbou nosso passaporte. Saímos do aeroporto (Pearson International) e pegamos o trem rumo à cidade. O trem nos deixou na Union Station e lá nos arrumamos no banheiro (madrugamos pra viajar, então imagina a nossa cara haha). Saímos da estação pra enfrentar um frio de -12 graus celsius.
Union Station e a CN Tower


de boa tomando um sol
De lá, seguimos para o Harbourfront, pra pegar o ferry rumo às Toronto Islands (ilhas que ficam no meio do lago Ontario). De lá, vimos a skyline de Toronto e apesar do frio, valeu super a pena. É uma parte da cidade que deve ser muuuito mais linda e agradável no verão, mas mesmo assim super valeu a pena. Passamos uma hora por lá porque o ferry só saia de hora em hora, então andamos pra não congelar HAHA.



















Depois pegamos o ferry de volta e fomos procurar um McDonalds. Daí, veio o primeiro choque: nada no centro comercial abre aos sábados. Andamos MUITO pra achar um Mc aberto. Quando achamos, todas as lojas do shopping estavam fechadas, menos alguns restaurantes. Comemos (O MC DE LÁ É MAIS GOSTOSO DO QUE O DO USA) e depois paramos na frente da Starbucks pra usar o wifi (que sofrência haha).





Fomos pra Nathan Phillips Square, que fica em frente à prefeitura nova e a velha. É nessa praça que está o monumento escrito TORONTO e uma pista de patinação no gelo. Apesar do frio, tinha muita gente lá e foi difícil tirar uma foto mais decente (todas estão parecendo "procurando Wally").



me achem




De lá fomos pro Ripley's Aquarium, que fica em frente à CN Tower. Paro aqui pra frisar que andar em Toronto é BEM fácil (mas nos perdemos andando no shopping subterrâneo, o PATH). O aquário estava LOTADO de famílias e foi bem agonizante. Conseguimos umas fotos legais na parte dos tubarões (você passa meio que num túnel e eles nadam e volta) e eu me apaixonei por umas águas-viva que mudam de cor. As fotos ficaram MARAVILHOSAS. No final, você ainda passa em um lugar  que dá pra ver meio que como o aquário funciona por trás e tem um lugar pra tocar nas arraias. Fomos pra CN Tower em seguida, mas paramos pra clássica selfie com a CN Tower haha.












O elevador é transparente, então dá pra ver o quão rápido você está subindo. Como estava ventando muito, o elevador estava mais lento do que o normal. Pra ser bem sincera, vou dizer que meio que me decepcionei. Achei que seria uma vista de 360 graus, mas uma parte é restaurante (a parte mais linda :/) e a outra parte estava em reforma. Mas as partes que a gente viu super valeram a pena. Tem um lugar que você fica do lado de fora e gente, o vento quase que nos leva junto HAHA. (Paro aqui pra frisar que vale MUITO a pena comprar o City Pass. $66 e voce pode entrar em 6 atrações.)


chão de vidro 










Quando descemos de lá, fomos pra diner que aparece no filme "Será Que?" com o Daniel Radcliffe. A diner ficava a uns 8 minutos a pé do nosso hostel. Chegando lá, estava fechado :/ daí comemos no primeiro Subway que vimos. 

Sobre o hostel: ficamos no Hostelling International. Ele fica bem localizado e é barato. (pagamos $31 pela noite). A cama é confortável e os banheiros sao limpos. Super recomendo. 

Flatiron Building
No domingo, acordamos super cedo (6:50 am) e durante a madrugada começou a valer o horário de verão (daylight savings time) do hemisfério norte. Então estava mais escuro que o normal. Saímos do hostel lá pelas 8:00 am e fomos no Flatiron Building de lá (4 mins andando do hostel). De lá, passamos em frente ao St. Lawrance Market e fomos na The George Street Diner (a do filme que eu falei) e dessa vez estava aberta! A diner é BEM simplesinha e eu acho que o diretor do filme deve ser amigo deles haha. O atendimento foi muito bom e a comida estava maravilhosa. Pedimos café com um Canadian Breakfast (ovos, bacon, feijão e uma escolha de pão assado). Comemos muito, tiramos fotos e seguimos viagem.


parte de trás do prédio


finalmente <3



Sentamos até na mesma mesa que a do filme <3 

a versão do filme <3

Visitamos a Younge Dundas Square, que é tipo a Times Square de lá. Vou frisar aqui a quantidade (menos que NYC, claro) de mendigos/gente louca que vimos lá. Também tem uns machados em Toronto. Vimos alguns na CN Tower tbm.




Voltando haha, pegamos o bondinho pra ir pra Graffiti Alley. Acho que vale a pena visitar mas é um beco mesmo e dá medinho HAHA. Saindo de lá, vi uma parede bonita e também tirei foto. E tinha uma hamburgueria chamada "The burger priest - redeeming the burger one at e time" e morri de rir.










Pegamos o bondinho de volta, paramos na Nathan Phillips Square e tiramos foto no nome TORONTO vazio haha.




Royal Ontario Museum
De lá, pegamos o metrô pra o Royal Ontario Museum. O museu me lembra muito o MET em NYC. Tiramos uma foto engraçadinha com um dinossauro e seguimos viagem. Paramos no Tim Hortons (até entao eu ainda nao tinha comido lá e nao podia sair do Canadá sem ter tomado algo deles, né?) e depois achamos uma gift shop (eu ainda nao tinha comprado souvenirs. Vou dizer que achei os preços deles BEM mais razoáveis do que aqui nos EUA em geral). Depois pegamos o metro até a Union Station e pegamos o shuttle pro Billy Bishop Airport (fica numa ilha no meio do lago - tem um túnel pra atravessar por baixo ou um ferry pra atravessar por cima). 




Tim Hortons e o metrô super organizado


dizendo tchau pra Toronto :/
Pegamos o nosso voo e foi bem tranquilo, apenas 1 hora e 30 de voo. Descemos no Newark e passamos pela imigração (que nos deu um hard time, não foi tao fácil explicar a regra do DS 2019, mas passamos). Depois pegamos o ônibus pra Manhattan e acabamos a viagem. No geral, achei que valeu super a pena ir em um fim de semana, e posso dizer que o Canadá me encantou e me deixou com gosto de quero mais. Eu moraria em Toronto fácil fácil (apesar de tudo fechar no sábado HAHA). 

E vou ficando por aqui. Caso você esteja se perguntando, gastei $243,00 (uber pro aeroporto/transporte em toronto/nyc/comida/souvenirs/hostel) e $218 de passagens. Com o total de $461 (meio salgadinho pra só um fds) achei que super compensou. Se você mora perto do Canadá, acho que vale a visita. Enfim, fico por aqui e até o próximo post!!!